segunda-feira, 5 de março de 2012

Trauma? Torcedores do Boca Jrs. ignoram o Flu e esperam vitória fácil


Declaração de Thiago Neves não encontra coro nos 


'hinchas' do adversário tricolor, que apostam em 


triunfos tanto na Bombonera como no Engenhão


"O Boca tem trauma do Fluminense". A declaração do apoiador Thiago Neves chegou a Buenos Aires. Mas foi solenemente ignorada pela torcida do Boca Juniors. Antes do confronto do último domingo diante do San Lorenzo no El Nuevo Gasómetro, vencido pelos xeneizes por 2 a 0, os hinchas, como são conhecidos os torcedores na Argentina, falaram sobre a expectativa pelo confronto da próxima quarta-feira, às 22h (de Brasília), na Bombonera, pela segunda rodada da fase de grupos da Libertadores de 2012. E o sentimento era de confiança total diante de um rival que decretou o fim da última grande participação do Boca na competição sul-americana.
torcedores boca juniors (Foto: Edgard Maciel de Sá / Globoesporte.com)Pablo Abbenante, à esquerda, antes do jogo contra o San Lorenzo (Foto: Edgard Sá / Globoesporte.com)
- Trauma? Perdemos apenas uma vez e o Fluminense nem jogou na Bombonera. Pode perguntar lá para o Santos e para o Palmeiras como é. Trauma e revanche eu tenho e quero é do Milan-ITA, por causa do Mundial de Clubes de 2007... - disse o estudante Pablo Abbenante, de 25 anos.
O torcedor elegeu a defesa como o ponto forte do atual Boca.
- Tivemos de nos recuperar depois da eliminação há quatro anos. Jogadores de rodagem internacional se foram e esta atual equipe se formou há apenas uma temporada. Mesmo assim está invicta há muitas partidas e a defesa é sólida. 
A diferença entre os plantéis do Boca Juniors e a confiança também fizeram parte do discurso do caminhoneiro Leandro Belvedere, de 26 anos.
torcedores do boca juniors 2 (Foto: Edgard Maciel de Sá / Globoesporte.com)Matias, de preto, e Leandro, de marrom, apostam
em vitória tranquila do Boca Juniors na Bombonera
(Foto: Edgard Maciel de Sá / Globoesporte.com)
- Em 2008, a equipe era melhor. Tinha Palermo, Palácio, Dátolo... Mas não tem problema. Agora acho que será fácil. Esse Boca atual não perde... - lembrou.
De fato, a série invicta já compreende 36 partidas, sendo 33 pelo Campeonato Argentino, duas pela Copa da Argentina e uma pela Libertadores. E o retorno a La Bombonera pela competição sul-americana após quase três anos - a última partida foi em maio de 2009 diante do Defensor Sporting-URU - é cercado de expectativa.
- Sei que o Fluminense joga bem em casa. Como visitante, e ainda mais na Bombonera, a história é outra. O estádio estará cheio e a pressão será grande. Nossa ilusão é ganhar a Libertadores de novo. Queremos igualar o Independiente, com sete taças - disse Pablo.
O elenco tricolor, no entanto, não é muito conhecido dos argentinos...
- Conheço o Deco, o Luiz Alberto...
Luiz Alberto?!
- Ele já saiu do Fluminense, é? Não importa. Vamos ganhar aqui e lá - garantiu o funcionário municipal Matias Calderon, de 24 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário