quinta-feira, 28 de julho de 2011

Em virada histórica, Fla bate Santos em jogo de nove gols

Ronaldinho marca três vezes, comanda vitória do ainda invicto Rubro-Negro. Neymar faz dois, mas Elano perde pênalt

  Ronaldinho Gaúcho marcou três gols na partida história na Vila

LANCEPRESS!

Publicada em 27/07/2011 às 23:49
Santos (SP)

No jogo mais emocionante do Campeonato Brasileiro e talvez um dos mais eletrizantes da História da competição, o Flamengo venceu o Santos, de virada, por 5 a 4, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro. O Flamengo chegou a estar atrás do placar por 3 a 0 no primeiro tempo, mas foi buscar o resultado histórico.
O jogo foi eletrizante, e marcado pela atuação decisiva dos protagonistas das duas equipes. Ronaldinho Gaúcho fez três gols, inclusive o da virada e justificou o bordão que criou: "Flamengo é Flamengo". Pelo Santos, Neymar marcou duas vezes. Elano ainda perdeu um pênalti para os santistas.

O Flamengo segue na terceira posição, com 24 pontos. O Santos segue com 11, na 16ª posição.

O JOGO

O primeiro tempo teve duas partes diferentes. A primeira, dominada pelo Santos. A segunda, pelo Flamengo. O Santos logo mostrou a que veio, e não demorou muito para chegar ao primeiro gol. Na verdade, apenas quatro minutos. Após linda jogada de Neymar, que driblou dois adversários, o camisa 11 tocou para Elano, que deu um belo passe em profundidade para Borges. O atacante dominou e tocou com categoria, no canto de Felipe. Santos 1 a 0.


Neymar fez um gol de placa na Vila Belmiro (Foto: Ivan Sorti)
   
O Fla quase empatou logo em seguida, mas o goleiro santista Rafael apareceu muito bem em duas finalizações de Ronaldinho. Apesar das chances perdidas, o Santos não tinha nada a ver com isso e partia solto para o ataque. Ganso deu um lindo passe para Neymar, que tentou encobrir Felipe, mas o goleiro defendeu. Na sobra, o craque santista deu uma puxeta para a pequena área, e Borges, só tocou para o gol. Santos 2 a 0, com apenas quinze minutos de jogo.

Aos 27 minutos, um toque de genialidade do jovem Neymar. Após driblar Willians e Léo Moura na lateral do campo, ele tabelou com Borges, recebeu na frente, deu um lindo drible da vaca em Ronaldo Angelim e um toque sutil sobre o goleiro Felipe. Uma verdadeira pintura. Foi o terceiro do Santos. Parecia um passeio santista.

Mas, quem achou que o Flamengo estava morto, se enganou. Aos 27, Luiz Antonio voltou a aparecer pela direita e cruzou na área. Rafael falhou e Ronaldinho Gaúcho apenas tocou na bola para fazer o primeiro do Fla. Pouco depois, em outro lance pela direita, Léo Moura levantou a bola na área, e Thiago Neves cabeceou, livre, para diminuir: 3 a 2. Um jogaço na Vila já se desenhava.
A reação rubro-negra parecia que ia acabar aos 41 minutos. Willians derrubou Neymar na área, e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Elano, que já tinha perdido um pênalti pela Seleção Brasileira, na Copa América, tentou, dessa vez, dar a 'cavadinha' no meio do gol, mas Felipe não se mexeu e defendeu. Em seguida, o goleiro fez embaixadinhas, provocando o meia santista.

O empate rubro-negro, que minutos antes parecia impossível, aconteceu. Após escanteio cobrado por Ronaldinho, Deivid se adiantou e desviou de cabeça na primeira trave, fazendo o terceiro do Flamengo e empatando o jogaço. O camisa 9 do Fla não comemorou o gol, em respeito à torcida do Santos, clube em que viveu grandes momentos na carreira.

SHOW DE R10, E VIRADA HISTÓRICA RUBRO-NEGRA

A segunda etapa começou tão agitada quanto a primeira. Aos cinco minutos, Léo puxou contra-ataque pelo meio, e deu belo passe para Neymar, que se antecipou a David e bateu no canto esquerdo de Felipe para marcar o quarto. Pouco depois, o mesmo Neymar quase ampliou ao chutar cruzado, mas Felipe espalmou.

O Flamengo respondeu aos 14, quando Ronaldinho lançou para a grande área e Deivid cabeceou para ótima defesa de Rafael. Mas a resposta definitiva veio mesmo dez minutos depois. Após sofrer falta bem na entrada, Ronaldinho Gaúcho cobrou rasteiro, por baixo da barreira, como nos tempos de Barcelona, mas no canto esquerdo de Rafael, que ficou imóvel. Agora, tinha sido a inteligência de R10 a fazer a diferença. Novo empate: 4 a 4.

Ronaldinho engana barreira, goleiro e empata o jogo (Foto: Ivan Sorti)

E Ronaldinho voltaria a brilhar aos 35. Em rápido contra-ataque, Thiago Neves lançou R10 na esquerda. Livre, o craque chutou no canto esquerdo de Rafael, fazendo seu terceiro gol na partida e colocando o Rubro-Negro pela primeira vez à frente no placar.

FOTOS EM SEQUÊNCIA!
> As imagens do golaço de falta de Ronaldinho Gaúcho

Virada histórica para o Flamengo, que só não fez o sexto porque Thiago Neves chutou para fora, livre diante de Felipe. Que jogaço!


FICHA TÉCNICA
SANTOS 4 X 5 FLAMENGO

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Márcio Eustáquio Santiago (MG) e Erich Bandeira (PR)
Renda e público: R$ 312.040,00 / 12.968 pagantes

Cartões amarelos:
SAN: Léo e Neymar
FLA: Welinton, Willians, Thiago Neves, Renato e Bottinelli

Gols:
Borges, 4'/1ºT (1-0); Borges, 15'/1ºT (2-0); Neymar, 25'/1ºT (3-0); Ronaldinho Gaúcho, 27'/1ºT (3-1); Thiago Neves, 31'/1ºT (3-2), Deivid, 43'/1ºT (3-3); Neymar, 5'/2ºT (4-3), Ronaldinho Gaúcho, 22'/2ºT (4-4); Ronaldinho Gaúcho, 35'/2ºT (4-5)

SANTOS: Rafael; Pará, Durval, Edu Dracena e Léo; Arouca, Ibson, Elano (Alan Kardec, 36'/2ºT) e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Borges. Técnico: Muricy Ramalho.

FLAMENGO: Felipe; Léo Moura, Welinton (David, intervalo), Ronaldo Angelim e Junior Cesar; Willians, Luiz Antonio (Bottinelli, 10'/2ºT), Renato, Thiago Neves e Ronaldinho; Deivid (Jean, 39'/2ºT). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário